Please reload

Posts Recentes
Assine o Blog

Análise de rentabilidade de produtos desidratados

09/09/2020

Durante o processo de tomada de decisão para iniciar um negócio de produtos desidratados, pode acontecer de conhecermos o mercado, mapearmos as opções de desidratadores e equipamentos auxiliares, esboçarmos a linha de produção, porém ainda não estarmos aptos para calcular a rentabilidade do negócio. Se esse é o seu caso ou da sua empresa, podemos agora discutir melhor os números e tornar essa análise de viabilidade mais clara.

 

 

 

Vamos iniciar o estudo pela margem de contribuição, que representa o lucro unitário da operação, calculado pela diferença entre o faturamento e os custos variáveis por kg de fruta seca.

O faturamento unitário nada mais é do que o preço de venda da fruta seca (R$/kg). Já os custos variáveis são: Custo de matéria prima (fruta in-natura), custo de energia elétrica do desidratador, custo com combustível do desidratador e tributos.

 

Margem de contribuição (R$/kg) = Preço de venda fruta seca – Matéria prima – Energia elétrica – Combustível – Impostos 

 

Para estimar corretamente o custo com matéria prima é necessário dividir o custo da fruta in-natura pelo seu rendimento no processo de desidratação, além de somar as perdas com a casca da fruta.

Exemplo banana passa: Digamos que o custo da banana inteira esteja R$0,50, que a perda na casca seja 40% e que o rendimento do processo de desidratação seja 35%, então:

 

Custo produto descascado úmido = 0,50 / (1-40%) = R$0,83/kg

 

Custo final da matéria prima = 0,83 / 35% = R$2,38/kg seco

 

Para calcular o custo de energia e combustível é necessário multiplicar o consumo unitário pelo preço de cada um. Por isso, ao pesquisar desidratadores, sempre busque por dados de consumo unitário (em consumo de gás/energia elétrica por kg de produto final) ao invés de consumo por hora. A maioria dos equipamentos funcionam com acionamento intermitente, do tipo on-off ou regulagem de combustível, então o consumo por hora torna-se pouco preciso.

Voltando ao exemplo da banana, digamos que o fabricante tenha passado os seguintes dados de consumo e que o preço esteja R$0,7/kWh e R$5/kg gás, respectivamente.

 

Dados do fabricantes:

Consumo energia elétrica = 1,2 kWh/kg seco

Consumo de gás = 0,3 kg gás / kg seco

 

Então temos para o custo unitário:

Custo Energia elétrica = 1,2 * 0,7 = R$0,84/kg seco

Custo Gás = 0,3 * 5 = R$1,5/kg seco

 

Consideranto que o preço de venda da banana passa seja R$15/kg e que o imposto seja 8%, para margem de contribuição teremos: 

 

Margem de contribuição = 15 – 2,38 – 1,5 – 0,84 – 15 * (1 – 8%) = R$8,90/kg

 

Agora multiplicando esse valor pelo volume mensal alcançado pelo(s) desidratador(es) selecionado(s), chega-se ao lucro bruto. Conforme explicado no nosso artigo referente a seleção do desidratador ideal, sempre utilize a sua produtividade ao invés da área, visto que os equipamentos são muito diferentes entre si quanto ao tempo de secagem, podendo ser até mais do que o dobro em muitos casos. Em um desidratador Q PRIME, por exemplo, a empresa pode conseguir realizar duas bateladas de abacaxi por dia, enquanto que em equipamentos de menor desempenho realizaria somente uma.

 

Agora que você já sabe o lucro bruto, chegou a hora de avaliar se o negócio será rentável ao se aplicar os custos fixos. Quantos kg de produto seco serão necessários para pagar os custos fixos imaginados e ainda gerar retorno financeiro para o investimento inicial? Trabalhe com essas variáveis buscando e o seu lucro líquido desejado e, de preferência, um ROI acima de 20%.

 

Lucro líquido anual = (Lucro bruto – Custo fixo) * produção anual 

 

ROI = Lucro líquido anual / Investimento inicial em equipamentos, estrutura, capital de giro, etc

 

A Q PRIME fica a disposição para participar dos seus estudo, confira também a planilha de viabilidade no link.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square

A EMPRESA

A Q Prime Engenharia é uma empresa detentora de uma nova tecnologia de ponta para  processos de secagem industrial. Os exclusivos secadores assistidos por tubos de calor, resultado de extensas pesquisas, são capazes de promover a secagem de produtos alimentícios de forma limpa, com baixo consumo de combustível e elevada uniformidade.

© Q Prime Engenharia. Todos os direitos reservados